Google apresenta Tópicos: novo substituto para cookies
Home » Blog » Privacidade de Dados » Google apresenta Tópicos: novo substituto para cookies

Google apresenta Tópicos: novo substituto para cookies

postado em: Privacidade de Dados

Buscando corrigir os seus recorrentes problemas com a ferramenta, o Google decidiu substituir completamente os cookies.

Apesar de ser fundamental para elevar as experiências online do usuário, há algum tempo está acontecendo um debate em torno da ética dos cookies. Sejam cookies primários, cookies de terceiros, cookies de rastreamento ou cookies de sessão, todos eles dependem do monitoramento de como o usuário se comporta em um site com precisão. Algumas pessoas rotularam esse nível de precisão semelhante à vigilância.

Google e seu problema com cookies

Um dos principais problemas tem sido o não cumprimento dos cookies em suas funções como reivindicação pelo site e com alguns cookies excedendo em muito os propósitos declarados ao obter o consentimento dos usuários. Essas reivindicações vieram à tona desde que o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) foi implementado em 2018, assim como a LGPD no Brasil. Questões de privacidade e responsabilidade dos sites para garantir que o direito à privacidade do usuário não seja abusado fizeram com que alguns dos maiores nomes da tecnologia mundo tivessem que repensar no modo que criam uma experiência personalizada para seus usuários online.

Google apresenta Federated Learning Cohorts (FLoCs)

Google apresenta Federated Learning Cohorts (FLoCs)

A iniciativa do Google foi substituir completamente os cookies. O Federated Learning of Cohorts (FLoC) ajudaria a atender seus usuários categorizando todos os usuários em grupos com base em seus interesses compartilhados online. Em contrapartida, o Google decidiu descartar completamente o projeto para uma nova abordagem conhecida como Tópicos. Apesar da razão exata pela qual o Google colocou todo o projeto FLoC na prateleira ainda não estar clara, muitos especialistas do setor acreditam que tem a ver com o afastamento do Google de métodos de coleta de dados individualizados de qualquer tipo.

Por outro lado, o líder do Privacy Sandbox do Google, Ben Galbraith disse que os testes do FloC foram fundamentais para ajudar o Google a descobrir como incorporar os tópicos em seu ecossistema. Os testes do FLoC também os ajudaram a identificar os prós e os contras do FLoC proposto. A combinação de insights e avanços dos participantes do teste na própria metodologia do Google abriu o caminho para a API Topics.

O Google agora está testando ativamente os Tópicos

Falando ao site TechCrunch, Ben Galbraith declarou: “E isso resultou em um monte de ótimos comentários da comunidade, como você sabe. Como tal, os Tópicos substituem nossa proposta FLoC e quero enfatizar que todo esse processo de compartilhar uma proposta, fazer um teste, coletar feedback e depois iterar nos designs – esse é todo o processo de desenvolvimento aberto que queríamos para o Sandbox e realmente mostra o processo funcionando como pretendido.”

Ele afirmou ainda que “o design dos Tópicos foi criado com base em nossos aprendizados dos testes anteriores do FLoC”.

Afinal, o que de fato são os Tópicos do Google?

Afinal, o que de fato são os Tópicos do Google?

A ideia central por trás dos Tópicos é que essa ferramenta entenda sobre seus interesses com base em seus padrões gerais de navegação na Internet.

Ele só manterá os dados das últimas três semanas do histórico de navegação de qualquer usuário. O Google planeja restringir o número de tópicos que pode triangular em qualquer usuário em cerca de 300.

Em vez de categorizar os usuários como era a metodologia no FLoC, os Tópicos categorizarão os sites que um usuário visita. O Google planeja implementar um algoritmo de aprendizado de máquina para garantir que cada site seja categorizado adequadamente com base no nome do domínio e no conteúdo dentro dele.

Como os Tópicos impactam nos sites que dependem da receita de anúncios?

A API de tópicos será de particular interesse para aqueles que desejam buscar publicidade direcionada com base em interesses. Um site poderá exibir anúncios aos usuários com base nos tópicos de seu interesse nas últimas três semanas. No que diz respeito aos usuários, eles terão um controle mais significativo sobre quais anúncios eles veem, pois poderão remover tópicos de seus interesses ou desativar toda a API de tópicos durante suas sessões de navegação.

O Google espera que os testes da API de tópicos comecem até o final do primeiro trimestre de 2022.

O que será dos cookies?

Este é apenas mais um lembrete para empresas de todos os tamanhos de que os dias de acesso irrestrito aos dados do usuário com base em cookies acabaram. Além disso, os usuários agora estarão mais informados sobre seus direitos de dados do que nunca.

É do interesse de todas as organizações garantir que permaneçam em conformidade com as leis de proteção de dados globalmente. A melhor e de longe a maneira mais eficaz de conseguir isso é por meio da automação.

Prepare-se para um cenário de cookies em evolução coletando dados primários com a solução de consentimento do Securiti.

O Securiti é líder de mercado no fornecimento de soluções corporativas para obter o consentimento do usuário em escala, em todos os pontos de contato com o cliente. Essa solução vai ajudar sua organização a continuar coletando dados valiosos para fins de marketing, cumprir as regulamentações globais de privacidade de dados e dar a seus clientes controle sobre seus dados pessoais.

Solicite uma demonstração agora mesmo e veja as ferramentas da Securiti em ação gratuitamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.