o que é soc
Home » Blog » Cibersegurança » O que é SOC: Importância, benefícios e melhores práticas

O que é SOC: Importância, benefícios e melhores práticas

postado em: Cibersegurança

SOC (Security Operations Center) é a combinação de recursos humanos, processuais e tecnológicos para prevenir incidentes de segurança. Entenda o SOC!

Procurando entender o que é SOC e como essa instalação pode ajudar sua empresa?

Com a transformação digital, a preocupação com a segurança da informação tem aumentado consideravelmente.

Como consequência, novas tecnologias e softwares têm criado uma estrutura de trabalho mais dinâmica e avançada no ambiente virtual.

Um dos exemplos, que iremos abordar neste artigo, é o SOC, ou Centro de Operações de Segurança.

Sua adoção protege atividades realizadas nas empresas contra ciberataques e garante a integridade de informações.

Continue no texto para entender como funcionam os SOCs e por que são um recurso valioso para a detecção de incidentes de segurança na sua empresa!

O que é SOC (Security Operations Center) ?

SOC, sigla em inglês para Centro de Operações de Segurança, é uma plataforma que atua como centralizadora dos processos de segurança de dados de uma empresa.

Essa instalação abriga uma equipe de segurança da informação com função de monitorar as operações da empresa em uma base contínua.

A partir da combinação de soluções de tecnologia e processos humanos e tecnológicos, seu objetivo é detectar, analisar, prevenir e responder a incidentes.

Dessa forma, evitando falhas na segurança que possam levar ao vazamento ou sequestro de dados por meio de ataques virtuais.

Para isso, o SOC envolve tudo o que diz respeito aos dados, incluindo manuais de conduta e catálogos simples de informações de clientes.

Sendo, portanto, o local onde a empresa guarda todas as suas medidas de proteção de dados.

De modo geral, os centros de operações de segurança contam com a atuação de analistas, engenheiros de segurança e supervisores de operações.

Em conjunto com as equipes de resposta a incidentes organizacionais, a equipe de SOC trabalha para garantir que os problemas de segurança sejam solucionados rapidamente após a descoberta.

Para que serve o SOC?

soc o que é

O SOC consiste na combinação de recursos humanos, processuais e tecnológicos para a formação de uma estrutura de segurança da informação.

Podendo ser aplicado em uma ou mais empresas, nesse caso como um tipo de serviço, suas principais finalidades são:

Prevenção

A adoção de um SOC está ligada às boas práticas para prevenir incidentes, incluindo a atualização de softwares e hardwares.

Também estão incluídas outras tecnologias relacionadas à segurança, como rastreadores de programas mal-intencionados, antivírus e avaliações de vulnerabilidade.

Detecção

Uma equipe de SOC trabalha principalmente para identificar problemas de segurança nos processos de uma empresa.

Através da combinação de recursos, ele aumenta a capacidade de detecção de ameaças como tentativas de invasão a dispositivos e redes.

Dessa forma, protegendo a integridade do banco de dados corporativo.

Resposta a incidentes

Um SOC também atua para solucionar problemas de segurança encontrados com agilidade e eficiência.

Com uma Central de Operações de Segurança, as organizações aumentam seu potencial de resposta e correção a quaisquer falhas.

Na prática, as empresas conseguem bloquear ataques com rapidez, assim como mitigar as consequências negativas causadas por eles.

Avaliação de vulnerabilidade

Um SOC também atua para monitorar e analisar processos de forma contínua para identificar riscos de segurança na infraestrutura de TI.

Sabendo que os dados são hoje um importante ativo para a criação de estratégias e sobrevivência dos negócios, esse trabalho é essencial.

Quando não realizado, muitas empresas percebem os ataques apenas quando suas informações são roubadas ou vazadas.

O SOC ajuda a prevenir esse tipo de situação com antecedência e evita os altos prejuízos ligados à correção desses problemas.

Como funciona o SOC?

A estrutura de uma empresa e sua variedade de processos exige a adoção de ferramentas de controle e prevenção bastante potentes.

Caso contrário, o nível de vulnerabilidade a ataques e ações mal intencionadas aumenta consideravelmente.

Para evitar isso, o SOC monitora todo o ambiente de TI, além das soluções de segurança do negócio, como:

  • Firewalls;
  • IPs;
  • Antivírus;
  • UTMs;
  • anti-DDoS.

 

Além disso, o SOC age rapidamente quando qualquer ameaça é detectada, garantindo a integridade de toda infraestrutura de TI das empresas.

Ao invés de se concentrar apenas no desenvolvimento de estratégias de segurança ou na implementação de medidas de proteção, a equipe SOC fica responsável pelo conjunto de componentes operacionais.

Portanto, os especialistas em segurança da informação corporativa atuam de forma alinhada para detectar, analisar, responder, relatar e prevenir incidentes de segurança cibernética.

Atuação na prática

Os SOCs utilizam mecanismos de correlacionamentos para cruzar dados sobre eventos e proporcionar uma solução chamada de SIEM.

A SIEM, ou Segurança da Informação e Gerenciamento de Eventos, correlaciona eventos e alertas produzidos por outros ativos de segurança.

Desse modo, sendo capaz de indicar uma ameaça de ataque ou até mesmo uma invasão real de sistemas.

Em casos de ataque, o SOC faz uma varredura e análise geral para identificar causadores e corrigir possíveis falhas no sistema.

A infraestrutura típica de SOC inclui firewalls, IPS/IDS, sondagens, soluções de detecção de violação e um SIEM.

É preciso que haja tecnologia para coletar dados por meio de telemetria, captura de pacotes, fluxos de dados, syslog e outros métodos.

Assim, permitindo que a atividade possa ser correlacionada e analisada pela equipe do SOC.

Quando necessário, é possível incluir recursos adicionais aos SOCs, incluindo:

  • Criptoanálise;
  • Análise forense avançada;
  • Engenharia reversa de malware.

Vale ressaltar que, caso não seja possível deter a invasão, equipes de suporte de segundo e terceiro níveis, com profissionais ainda mais preparados, são acionadas.

Principais funções em um SOC

Uma estrutura de operações de segurança é formada pelas ferramentas de segurança utilizadas e pelos indivíduos que compõem a equipe SOC.

Normalmente, os membros de uma equipe SOC são:

  • Gerente: o líder do grupo pode assumir qualquer função enquanto supervisiona os sistemas e procedimentos gerais de segurança;
  • Analista: os analistas compilam e analisam os dados, seja de um período de tempo (o trimestre anterior, por exemplo) ou após uma violação;
  • Investigador: assim que ocorre uma violação, o investigador descobre o que aconteceu e por quê, trabalhando em estreita colaboração com o respondente;
  • Respondente: há uma série de tarefas que acompanham a resposta a uma violação de segurança. Um indivíduo familiarizado com esses requisitos é indispensável durante uma crise;
  • Auditor: a legislação atual e futura vem com mandatos de conformidade. Essa função acompanha esses requisitos e garante que sua organização os atenda.

Dependendo do tamanho da organização, uma única pessoa pode desempenhar várias das funções listadas.

Em alguns casos, essa “equipe” pode ser composta de apenas uma ou duas pessoas, o que não é o ideal.

A importância do SOC para a segurança das empresas

soc central de segurança de dados

Com a transformação digital nas empresas, os dados têm desempenhado um papel cada vez mais fundamental para o crescimento de negócios.

Como consequência disso, já é possível considerar os dados como os principais ativos da era digital.

Afinal, eles fazem parte do modelo e estratégias de negócios, sendo fonte de conteúdo, conhecimento, informação e interação no mercado mundial como um todo.

Sabendo disso, os cibercriminosos têm se dedicado cada vez mais para roubar essas informações e extorquir empresas.

Há vários anos, os ciberataques são conhecidos por causar altíssimos prejuízos financeiros e colocar informações sensíveis em vulnerabilidade.

Além disso, por conta da exposição de dados pessoais de clientes, eles também comprometem a credibilidade dos negócios atingidos.

Após a invasão, bases de dados ou redes computacionais podem ser roubadas, espionadas, danificadas ou até mesmo destruídas.

Portanto, trabalhar para impedir esse tipo de situação com antecedência e criar uma estrutura capaz de combater invasões é mais que fundamental.

Com um SOC, as empresas garantem um reforço adicional à proteção de toda a sua infraestrutura de TI e cumprem com os requisitos de adequação à LGPD.

Ataques do tipo ransomware, por exemplo, que bloqueiam informações em troca de pagamentos, são evitados.

Qual é a diferença entre SOC e NOC?

É comum que empresas confundam as funções de um SOC com um NOC (Networking Operation Center, ou Centro de Operações de Rede, em português).

Apesar disso, o NOC apresenta algumas particularidades que diferenciam suas funções das de um Centro de Operações de Segurança.

Enquanto o SOC tem foco na segurança de dados e processos de uma organização, o NOC é voltado para a gestão da rede utilizada.

Portanto, sendo responsável pelo monitoramento da rede de uma empresa e garantia da disponibilidade adequada para a execução de processos.

Em geral, os incidentes de segurança costumam afetar a performance e disponibilidade de redes. Dessa forma, fazendo com que o trabalho das equipes de NOC seja prejudicado.

Portanto, é importante que as duas áreas sejam levadas em consideração, incluindo diferentes perfis de profissionais.

Assim, permitindo a identificação de ameaças de segurança do ambiente de TI e o correto funcionamento da rede da sua organização.

Quais são os benefícios do SOC?

O principal benefício de ter um centro de operações de segurança é o aprimoramento da detecção de incidentes de segurança.

Essa vantagem é garantida por meio do monitoramento e análise contínua da atividade de dados.

Ao analisar essa atividade nas redes, terminais, servidores e bancos de dados de uma organização frequentemente, as equipes de SOC garantem a detecção e uma resposta oportuna aos incidentes de segurança.

Tudo isso independentemente da origem, hora do dia ou tipo de ataque.

Em seu Relatório Anual de Investigações de Violação de Dados, a Verizon destaca a lacuna entre o tempo de comprometimento de ataques e detecção do problema pelas empresas.

Ter um Centro de Operações de Segurança ajuda as organizações a fechar essa lacuna e ficar por dentro das ameaças que enfrentam seus ambientes.

Para resumir, confira os principais benefícios do SOC para sua empresa:

Resposta rápida a ataques

Mesmo em caso de invasões ou ataques, ao ter um SOC, sua empresa obtém os recursos necessários para se restabelecer.

Além de combater o problema com agilidade, a plataforma de um Centro de Operações de Segurança possui backups atualizados de informações.

Portanto, mesmo se sua empresa perder documentos importantes após um ataque virtual, é possível recuperar esses dados.

Monitoramento preciso

Uma das principais funções de um SOC é realizar o monitoramento contínuo de processos, tecnologias, softwares e da infraestrutura de segurança da empresa como um todo.

Dessa forma, sendo capaz de responder e mitigar ataques com maior precisão e antecedência.

Detecção de falhas

Um Centro de Operações de Segurança oferece todas as ferramentas necessárias para realizar um diagnóstico dos ativos de segurança.

Com essa análise, é possível identificar possíveis falhas em equipamentos e sistemas de modo assertivo.

Integração

O princípio fundamental de um SOC é a integração de sistemas para a criação de uma estrutura completa de segurança de dados.

Assim, preservando tanto a execução de operações como os bens digitais das organizações.

Melhores práticas de um SOC

Muitos líderes de segurança estão mudando seu foco para a criação de uma infraestrutura de TI mais segura.

O foco, antes direcionado apenas a elementos de tecnologia, agora também considera o elemento humano para avaliar e mitigar ameaças diretamente.

Operativos SOC gerenciam continuamente ameaças conhecidas e existentes enquanto trabalham para identificar riscos emergentes.

Eles também atendem às necessidades da empresa e do cliente, trabalhando dentro de seu nível de tolerância ao risco.

Embora os sistemas de tecnologia, como firewalls ou IPS, possam impedir ataques básicos, a análise humana é necessária para colocar os principais incidentes de lado.

Adaptabilidade à evolução de ameaças

Para obter os melhores resultados, o SOC deve acompanhar as últimas informações sobre ameaças e aproveitá-las para aprimorar mecanismos internos de detecção e defesa.

Como aponta o Instituto InfoSec, o SOC consome dados de dentro da organização e os correlaciona com informações de várias fontes externas que fornecem informações sobre ameaças e vulnerabilidades.

Essa inteligência cibernética externa inclui feeds de notícias, atualizações de assinaturas, relatórios de incidentes, resumos de ameaças e alertas de vulnerabilidade.

Dessa forma, ajudando a acompanhar as ameaças cibernéticas em evolução.

O SOC também deve ter processos em vigor para ser capaz de diferenciar ameaças reais e não ameaças.

Automação de segurança

SOCs verdadeiramente bem-sucedidos utilizam a automação de segurança para se tornarem eficazes e eficientes.

Ao combinar analistas de segurança altamente qualificados com automação de segurança, as organizações aumentam seu poder de análise.

E com isso, aprimoram suas medidas de segurança e se defendem melhor contra violações de dados e ataques cibernéticos.

Como implementar o SOC em sua empresa?

A primeira etapa para estabelecer o SOC é definir uma estratégia que incorpore metas específicas de vários departamentos, bem como contribuições e suporte de executivos.

Com isso, é importante desempenhar uma análise de riscos que permita a definição de procedimentos apropriados para seu negócio.

A partir dessas informações, você entenderá quais os profissionais necessários para construir sua equipe de SOC.

Entretanto, por envolver a contratação individual de profissionais especializados, esse processo pode ser bastante complexo e caro.

E quando não realizado corretamente, coloca a sua empresa em vulnerabilidade apesar dos investimentos.

Sendo assim, pode ser mais vantajoso contratar uma equipe terceirizada para garantir a segurança de dados no seu negócio.

O SOC integra o Kit Anti-Ransomware da Vantix, composto de várias ferramentas e plataformas que aumentam a cibersegurança nas empresas.

Convidamos você a conhecer melhor nossa solução clicando aqui.

Conclusão

O SOC oferece o nível de proteção adequado contra ameaças que comprometem a sobrevivência de negócios ao longo dos anos.

Portanto, se você se perguntava o que é SOC, agora entende sua importância para o sucesso e segurança da sua empresa. Conte com a Vantix!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *