filtro de conteúdo
Home » Blog » Cibersegurança » Filtro de Conteúdo: entenda o que é e por que utilizar na sua empresa

Filtro de Conteúdo: entenda o que é e por que utilizar na sua empresa

postado em: Cibersegurança

Introdução

Usar a internet com bom senso é uma das formas mais eficientes de evitar que seu computador seja invadido por vírus ou hackers, mas nem sempre é possível garantir que todos os colaboradores da sua empresa terão o mesmo cuidado ao usar os dispositivos da companhia.

Por isso, ter um software que funcione como um filtro de conteúdo é muito importante para proteger os endpoints e também monitorar a navegação dos usuários conectados a sua rede, detectando comportamentos inapropriados.

Para te ajudar, vamos explicar como funciona na prática essa filtragem de conteúdo e como implementar nos sistemas da sua empresa e garantir mais essa camada de cibersegurança que vai proteger os dados sensíveis do seu negócio.

Boa leitura.

filtro de conteúdo o que é

O que significa filtragem de conteúdo?

A filtragem de conteúdo é uma ferramenta de controle de acesso a determinados conteúdos dentro de um sistema ou da navegação web como um todo, e funciona através do uso de um software onde são configuradas as restrições de acordo com a necessidade da empresa.

Pode servir tanto para evitar que usuários acessem conteúdos inapropriados, quanto para evitar invasões vindas de URLs maliciosas, que é uma estratégia de phishing muito utilizada pelos hackers atualmente.

Nas empresas, funciona de forma a deixar livre para acesso, apenas os conteúdos que são relevantes para cada função, podendo haver níveis de hierarquia configurados com mais ou menos liberdade para acessar certos tipos de websites e arquivos.

Isso permite um controle melhor do que cada usuário está acessando, e também previne alguns tipos de invasão via web que são muito comuns hoje em dia.

Portanto, entenda o que é um filtro de conteúdo

A filtragem de conteúdo é feita por meio de filtros de conteúdo, obviamente, porém suas configurações precisam ser bem pensadas para que ofereçam proteção, mas não atrapalhem o desempenho dos colaboradores.

Cada empresa cria filtros mediante as suas necessidades, e claro que algumas atuações precisarão ter restrições maiores, devido a importância dos dados contidos ali.

Sistemas públicos, como de cartórios, tribunais de justiça e registros policiais por exemplo, precisam ter filtros de conteúdo bastante restritos, pois trata-se de informações que não podem vazar de forma alguma, senão as consequências serão graves.

Um bom software de filtragem de conteúdo, permite a criação de filtros específicos para cada usuário, pensando justamente numa hierarquia de responsabilidade, sendo assim, informações mais sensíveis ficam liberadas só para funcionários de alto escalão.

como funciona

Saiba como funciona o filtro de conteúdo

Os filtros de conteúdo funcionam tanto para o acesso a dados que estão na sua rede, quanto para acessar URLs específicas. 

É muito comum em empresas, o uso de filtros de conteúdo web para impedir que os colaboradores tenham acesso às redes sociais por exemplo, por serem consideradas distrações que atrapalham o desempenho.

No entanto, pode não ser ideal bloquear o acesso ao Facebook de todos os colaboradores, pois se a empresa tem um setor de marketing, esses profissionais precisarão utilizar as redes sociais como ferramenta de divulgação da empresa.

Nesse ponto, o filtro de conteúdo funciona como um controlador de acesso que vai conceder privilégios a certos usuários ou dispositivos para que possam ter acesso a esses sites que para os demais continuam bloqueados.

Assim, o filtro de conteúdo funciona como segurança de rede

Além desse bloqueio para sites de entretenimento, como redes sociais, blogs, Youtube e afins, o filtro de conteúdo também tem uma função muito importante, agindo como uma barreira a mais de segurança na sua rede.

Alguns links são considerados perigosos pois seguem um determinado padrão, e você pode ver exemplos disso com o uso de um antivírus, que emite alertas quando você está tentando acessar um link malicioso.

Contudo, dentro da estrutura de uma empresa, esse tipo de risco tem que ser mitigado, e por meio da filtragem de conteúdo é possível bloquear esse tipo de link viral impedindo qualquer tentativa de acesso.

Vale lembrar que alguns links podem ser considerados inseguros pelo sistema, mas ainda assim terão que ser acessados, nesse caso, o profissional de T.I pode conceder acesso temporário dentro de um ambiente controlado e monitorado.

segurança de rede

Vantagens de utilizar o filtro de conteúdo em empresas

Os benefícios de utilizar uma solução de filtro de conteúdo são muitos, porque permitem um controle do que pode ou não pode ser acessado dentro da rede da sua empresa, e só aí já é possível evitar muitos problemas com vazamentos de dados e invasões hackers.

Dependendo do tipo de operação, o uso da filtragem de conteúdo vai ser mais ou menos vantajosa, no entanto, a maioria dos softwares oferecem opção de personalização completa, então é possível ajustar perfeitamente às suas necessidades.

Então, vamos entender um pouco mais das principais vantagens de implementar uma solução de filtro de conteúdo na sua empresa:

Criação de listas negras

Os sites bloqueados dentro da sua rede, vão para o que é conhecido como lista negra, ou seja, sites que têm o acesso totalmente bloqueado, por qualquer motivo que seja.

Pode ser por conter conteúdos adultos inapropriados, risco de vírus ou porque vai impactar na produtividade das equipes, o fato é que adicionando o site a lista negra, nem um usuário conseguirá acessá-lo quando conectado a sua rede.

É possível não apenas bloquear os sites, mas também configurar alertas para quando algum usuário dentro da rede tentar acessá-los, dessa forma você pode saber quem está indo contra as diretrizes da empresas.

Listas brancas

Sim, parece semelhante a anterior, mas tem algumas diferenças, pois listas brancas são todos os sites seguros para serem acessados, ou seja, o contrário da lista negra.

Usar listas brancas ou negras vai depender da sua estratégia e de quanta restrição sua operação precisa para ser bem segura.

Dentro de intranets do setor público, por exemplo, apenas alguns sites específicos podem ser acessados por medida de segurança, então, cria-se um filtro de conteúdo com uma lista branca e qualquer site fora os que estão na lista, estarão automaticamente bloqueados.

Como sempre, é possível solicitar acessos excepcionais, porém sempre monitorados pelo time de T.I. por questões de segurança.

Controle por grupos e usuários

Como já falamos sobre as hierarquias, é importante mencionar também que com a filtragem de conteúdo é possível criar grupos e configurar restrições específicas para eles.

Essa função serve para que haja um dinamismo maior dentro da rede e dentro das funções de cada um, pois alguns setores vão precisar de determinados acessos, e o ideal é não ter que ficar pedindo liberação toda vez, pois isso sobrecarrega o time de T.I.

Seguindo a política e as diretrizes da empresa você pode configurar acessos para determinados grupos, criando assim flexibilidades dentro da sua operação, o que colabora para uma maior produtividade sem comprometer a segurança das informações.

Controle por horários 

Isso pode ser uma estratégia importante para flexibilizar alguns acessos para sua equipe, pois você pode estabelecer que em determinados horários, alguns usuários poderão ter acessos a sites de entretenimento, redes sociais e afins.

Também pode servir para atividades sazonais, ou seja, se alguns sites precisam ser acessados em dias e horários específicos o acesso fica liberado no momento do uso, e na maior parte do tempo se mantém bloqueado por segurança.

Por fim, é possível também estabelecer cotas para os usuários, onde por um certo tempo terão acesso liberado a sites bloqueados.

Controle por categorias 

Permite que você crie uma política de controle mais específica para alguns tipos de categorias de conteúdo, sendo assim, é possível filtrar vários conteúdos potencialmente maliciosos pertencentes a algum tipo de categoria estabelecida.

filtro de conteúdo onde ocorre

Entenda onde pode ocorrer a filtragem de conteúdo

A gente precisa entender que basicamente, a filtragem de conteúdo é uma solução via software que age como intermediário de acesso dentro de um dispositivo, rede ou sistema, seguindo diretrizes pré estabelecidas.

As próprias TVs por assinatura já há muito tempo disponibilizavam a função “controle dos pais”, que permite que alguns conteúdos não sejam acessados pelas crianças sem o conhecimento da senha, e podemos dizer que isso era uma forma arcaica de filtragem de conteúdo.

Na internet, a questão é muito mais profunda que bloquear um canal ou outro, pois as ameaças são muitas e as políticas de cada empresa são bastante específicas e por isso precisamos de filtros de conteúdo bem mais sofisticados.

Sendo assim, temos vários filtros que podem ser implementados, que atuam em várias finalidades dentro do seu negócio, por isso listamos os principais acessos que podem ser controlados por um software de filtragem de conteúdo.

Navegador

Independentemente do navegador que você e sua empresa utilizam, é fundamental ter algum tipo de filtro ativado ali para se proteger de sites com potenciais vírus ou conteúdo impróprio.

Alguns dos navegadores mais populares como Google Chrome e Firefox, já vem nativamente com ferramentas de filtro que bloqueiam certos tipos de site e até o aparecimento de propagandas indesejadas por meio de extensões.

No entanto, isso não é o suficiente, pois esses navegadores fazem uma filtragem bem superficial que vai te proteger apenas das ameaças mais explícitas, e também permite que você bloqueie apenas alguns tipos de conteúdos impróprios, como de sites adultos e propagandas.

Por isso, uma solução eficiente de filtro de conteúdo, também vai criar bloqueios nos navegadores, porque age direto nas urls e todas as suas derivações.

O que é um filtro Web?

Filtro Web é um outro nome para se referir ao filtro de conteúdo, e é um software para controle de acessos mais associado ao bloqueio e filtragem de links e sites maliciosos.

Sua aplicação pode usar das listas negras e listas brancas como falamos, para que você defina quais sites são seguros e permitidos aos usuários dentro da sua rede.

Se quisermos diferenciar bem o filtro web do filtro de conteúdo, podemos dizer que seu foco é atuar no controle dos navegadores, enquanto a filtragem em aplicativos e outros arquivos da rede ficam por conta do software de filtro de conteúdo que tem funções mais completas.

filtro de conteúdo web

Aplicativos

Dentro de algumas funções da sua empresa, pode ser necessário que o colaborador precise baixar algum aplicativo para executar alguma tarefa específica, como por exemplo um app para edição de imagens para editar alguma arte de divulgação.

No entanto, as lojas de aplicativos tem de tudo lá dentro, desde jogos com conteúdo impróprio, até apps de origem duvidosa que podem conter malwares.

Nesse caso, o filtro de conteúdo atua para mostrar ao usuário apenas as opções seguras para que ele possa utilizar, e isso vale também para aplicativos onlines, ou seja, aqueles que se usa direto no navegador, que apesar de não precisarem de downloads para funcionar, pode conter vírus também, por isso, todo cuidado é pouco.

Arquivos

Muitas vezes recebemos um anexo no email que pode vir de um fornecedor ou mesmo de um cliente, e não temos como saber a exata procedência daquilo e basta baixá-lo para ser infectado com algum vírus.

Para se proteger contra isso, o filtro de conteúdo atua bloqueando esse download dependendo da origem dele.

O software pode trabalhar em conjunto com alguma solução de antivírus para também colocar arquivos em quarentena para serem analisados antes da sua utilização, e o filtro de conteúdo fará essa seleção de forma automática, evitando assim as chances de invasão por phishing ou ransomware.

Mensagens

Além dos anexos de email, hoje já vemos um crescimento do uso de chats e aplicativos de mensagem dentro das empresas, o que acaba se tornando uma porta para compartilhamentos de links maliciosos e até de arquivos impróprios.

Para isso, é possível criar filtros dentro da sua rede para barrar tanto o conteúdo suspeito quanto mensagens impróprias, e também é possível criar filtros de privacidade para não receber mensagens de contatos que não estejam na sua agenda ou vem de remetente suspeito.

O mercado tem ótimas opções de software de filtro de conteúdo, mas a sua escolha deve ser baseada nas necessidades da sua empresa, pois o ideal é proteger todas as vulnerabilidades da sua rede.

Por isso, busque uma solução 360º para ter tranquilidade e proteção máxima aos dados da sua empresa.

Precisa de ajuda com a segurança dos dados do seu negócio? O Check Point Harmony é a primeira solução Integrada do setor para dispositivos e acesso de usuários (abordagem Zero Trust, antivírus, DLP, EDR e mais). Confira!

Conclusão

Nos dias de hoje a internet está repleta de conteúdos dos mais variados, tanto bons quanto ruins, então, uma solução de filtro de conteúdo é fundamental para uma navegação mais segura.

Ainda mais para as empresas onde um deslize pode significar grandes prejuízos por conta de malwares e invasões hacker, ter uma proteção dessas é imprescindível para a cibersegurança do seu negócio.

Para isso, conheça a solução da Vantix, o Check Point Harmony que entrega proteção 360º para seus sistemas, incluindo um software de filtragem de conteúdo completíssimo, que te dá total controle dos acessos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.